Cegueira – A culpa é da mãe!

Cegueira – A culpa é da mãe!

 

 

Um grupo de pesquisa da Universidade de Helsinque, UC Davis e Universidade de Jyväskylä descreveram uma nova causa genética para a doença ocular congénita canina.
Já era de conhecimento científico que defeitos no gene RBP4 levavam a deficiências de vitamina A.Porém, por aplicação de técnicas específicas, descobriu-se que associado a estas doenças tínhamos mutações nestes genes, ligando-se os mesmos à vitamina A e sendo transferidos para o fígado e excretados.
O clímax deste panorama é que, durante a gestação, o feto precisa da transferência de vitamina A, pelo cordão umbilical, a partir da mãe; se esta tem defiência, há um aporte muito reduzido, pelo que os tecidos oculares são mal sintetizados e acresce a probabilidade de doença ocular e cegueira.
Para a ocorrência deste panorama foi, no entanto, estudado que tanto mãe como filho devem ser homozigotos, visto a categorização da doença como recessiva.